100% HOMEM E 100% DEUS

100% HOMEM E 100% DEUS
Pr. Nilson Lopes

"E acontecia que todas as vezes que as pessoas com espíritos imundos o viam, atiravam-se aos seus pés e berravam: “Tu és o Filho de Deus!”
(Marcos 3:11)

Até os demônios reconhecem que aquele homem era mais que um jovem rabino, filho de carpinteiro.
  
No primeiro século do nascimento da igreja, alguns ventos de doutrinas heréticas começaram a assolar o meio cristão. 
O docetismo (termo oriundo da palavra grega doceo que significa parecer) negava a existência de um corpo físico de Jesus. Acreditavam que Jesus era somente um espírito que parecia ter um corpo físico. Chegavam mesmo a dizer que Ele não deixava pegadas no chão, e que seu “corpo” não fazia sombra, essa doutrina invalidava o sacrifício de Jesus Cristo na cruz e em sua obra consumada.

Já o gnosticismo (derivado da palavra grega gnose, que significa 'conhecimento'), por sua vez, sustentava que tudo que fosse relacionado à matéria física era perverso, já o espírito era bom, e somente os iluminados poderiam gozar dos benefícios da religião. 

Assim sendo, não conseguiam acreditar que Jesus pudesse ser Deus, pois tinha um corpo, logo, como poderia ser perverso e divino ao mesmo tempo? 

Foi por esse motivo que João escreveu a sua primeira carta, e para afastar qualquer dúvida a respeito de que Jesus teve um corpo físico, assim ele inicia sua Carta: “O que era desde o princípio, o que vimos com os nossos próprios olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da Vida (...) o que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos para que também tenhais comunhão conosco.” (1 João 1 : 1-3)

Hoje, passados mais de dois mil anos dos acontecimentos narrados nos Evangelhos, talvez pelo distanciamento no tempo, a maioria das pessoas acreditam que um Jesus andou na terra, e até que, por suas mãos algumas maravilhas foram operadas, contudo, não conseguem entender como era possível que Ele fosse divino. No passado a dificuldade era creditar que Ele havia sido humano, hoje, é que Ele seja Deus. 

Contudo, o que nos conforta é que a Bíblia não nos deixa errar, de modo que as próprias palavras de Jesus não nos deixam a menor dúvida acerca de sua divindade. Assim disse: Ele diz aos seus perseguidores: “Antes que Abraão existisse, Eu Sou.” (João, 8-58) . Todos nós sabemos que o Eu Sou é o Eterno, o Altíssimo, Aquele que era, que é e que sempre será. 

Somente alguém que foi cem por cento homem (uma vez que sentiu fome, sede, alimentou-se, dormiu, chorou e sangrou) e cem por cento Deus, poderia dizer: -“Seus pecados estão perdoados”.

Jesus ainda continua de braços abertos para todo aquele que quer ser salvo. Não importa como você está. Ele quer que você venha do jeito que se encontra, não importa que pecado você cometeu... ainda assim Ele o ama e quer a sua salvação, basta aceitá-lo como Senhor e Salvador da sua vida e seguir os Seus ensinamentos. Foi para isso que Ele morreu na cruz, e a Sua ressurreição é a nossa garantia da vida Eterna. 

Sim, seu Jesus é O Emanuel, O Deus conosco, que veio ao mundo em carne e venceu o inimigo de nossas almas. 
Está Consumado sim.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas